­

A pílula ainda aumenta risco de cancro da mama

Apesar da convicção comum de que as pílulas e outros métodos contracetivos hormonais já não aumentam o risco de desenvolver cancro da mama, como os métodos antigos que continham doses muito elevadas de estrogénio, um estudo realizado na Dinamarca veio mostrar o contrário.

A investigação começou em 1995 e, durante 10 anos, analisou 1,8 milhões de mulheres entre os 15 e os 49 anos para verificar se ainda existia ligação entre o uso de contracetivos hormonais e o aumento do risco de cancro da mama. Durante esse período, foram registados 11.517 mil novos casos.

Aceda aqui à notícia completa.

Fonte: Visão

­

Este site utiliza cookies. Ao navegar neste site está a consentir a sua utilização | Consulte as condições de utilização e a nossa política de privacidade.
copyright 2000-2018 Sociedade Portuguesa de Senologia | Portugal