­

Especialistas defendem: Doentes com cancro deviam ter horário reduzido e flexível

Os doentes com cancro da mama avançado devem poder ter horário laboral reduzido ou flexibilidade nos horários, defendem especialistas a nível mundial, lembrando que é também necessária alteração legislativa em Portugal.

A Aliança Global pelo Cancro da Mama Avançado vai debater esta semana em Lisboa uma carta de objectivos para os próximos dez anos, defendendo alterações legislativas que permitam a estes doentes trabalhar a tempo parcial ou ter flexibilidade de horário.

Aceda aqui à notícia completa.

Fonte: Renascença

­

Este site utiliza cookies. Ao navegar neste site está a consentir a sua utilização | Consulte as condições de utilização e a nossa política de privacidade.
copyright 2000-2017 Sociedade Portuguesa de Senologia | Portugal